Apresentação do vSAN+

O vSAN+ oferece serviços vSAN com base em assinatura e conectados à nuvem para implantações no local.

Modelo de consumo flexível

Opção flexível de assinatura de pagamento por uso.

Otimize a manutenção

Reduza as janelas de manutenção de infraestrutura com atualizações de apenas um clique.

Aumente a produtividade por meio da visibilidade centralizada

Veja o inventário global, provisione VMs centralmente e visualize alertas em um único console de gerenciamento de nuvem.

Prepare sua nuvem híbrida para o futuro com uma infraestrutura simples e confiável

A TI descentralizada veio para ficar, e as equipes de TI precisam de uma infraestrutura simples, confiável e de alto desempenho, capaz de executar qualquer aplicativo em qualquer ambiente: na borda, no data center principal e na nuvem. O vSAN 7 Update 3 permite que as organizações de TI forneçam uma infraestrutura pronta para o desenvolvedor com maior resiliência e operações simplificadas.

Visão geral técnica: Novidades no vSAN 7 Update 3

Veja os novos recursos e aprimoramentos na versão mais recente.

Forneça serviços com estado com o vSAN Data Persistence

Reduza o TCO e melhore o desempenho dos aplicativos com a plataforma vSAN Data Persistence, que oferece integração profunda com a infraestrutura VMware e o Kubernetes.

Execute aplicativos modernos no vSAN HCI

Saiba como a infraestrutura hiperconvergente fornecida pelo vSAN oferece suporte a aplicativos modernos.

Atenda às demandas de negócios e às necessidades de TI com o vSAN

Obtenha uma visão geral técnica dos casos de uso do vSAN e do conteúdo específico do setor.

Novas funções no vSAN 7 Update 3

Forneça uma infraestrutura pronta para desenvolvedores e IA/aprendizado de máquina

 

  • O vSAN inclui o suporte à topologia do Kubernetes para alta disponibilidade, e o driver CSI agora permite que o Kubernetes distribua réplicas para várias zonas de disponibilidade (AZs, pela sigla em inglês) gerenciadas por uma única instância do vCenter para fins de disponibilidade. Os administradores de infraestrutura virtual podem configurar clusters individuais do vSphere ou grupos de hosts DRS como zonas do Kubernetes, e os desenvolvedores podem usar tags de zona para implantar PVs em várias zonas. 
  • Armazenamento de objetos compatíveis com S3 para cargas de trabalho de IA/aprendizado de máquina nativas da nuvem: O Dell EMC ObjectScale* já está disponível na plataforma vSAN Data Persistence. Isso permite que você implante e utilize armazenamentos de objetos compatíveis com S3 de maneira eficiente para aplicativos de IA/aprendizado de máquina nativos da nuvem diretamente na plataforma de nuvem híbrida onipresente do VMware Cloud Foundation with Tanzu. Além disso, você pode fazer upgrade dos serviços de armazenamento de objetos de forma assíncrona, sem precisar atualizar o ambiente VMware para a versão mais recente, e obter os recursos mais recentes assim que estiverem disponíveis.

 

*Dell EMC ObjectScale vendido separadamente

Simplifique as operações

  • Recursos aprimorados de solução de problemas e monitoramento de rede: Esta versão inclui verificações de integridade de rede adicionais para resolver proativamente problemas comuns de implantação que resultam em solicitações de suporte. As verificações de integridade incluem:
    • Identificação de endereços IP duplicados
    • Permitir pausas de transmissão de dados durante o congestionamento da rede para evitar perdas de pacotes
    • Executar o teste de configuração de MTU no VMK e no vSwitch para reduzir a latência
    • Ativação da porta para serviços obrigatórios do vSAN
  • Correlação de verificação de integridade: Algumas vezes, um único problema de implantação pode acionar várias verificações de integridade, dificultando a identificação da causa subjacente. O vSAN 7 Update 3 usa dados do VMware Skyline Health para correlacionar vários problemas de integridade e destacar a causa principal dos alertas para que os administradores possam identificar e resolver rapidamente o problema mais relevante. Combinado com o recurso de histórico de verificação de integridade do vSAN, a solução de problemas é muito mais fácil.
  • I/O Trip Analyzer: Obtenha uma visão geral do caminho de entrada/saída do vSAN para uma VM com apenas um clique, criando uma fonte única de informações para solucionar problemas. As informações fornecidas incluem:
    • Diagrama visual do trajeto de entrada/saída
    • Análise detalhada da latência de entrada/saída da VM por estágio de deslocamento
    • Estatísticas detalhadas: desvio médio padrão da latência de entrada/saída em cada estágio
  • Aprimoramentos do vSphere Lifecycle Manager (vLCM): Elimine a necessidade de verificar manualmente se as atualizações de firmware estão na lista de compatibilidade de hardware (HCL) para garantir que o vSAN seja executado de forma previsível. O vSAN 7 Update 3 valida o firmware do dispositivo de disco na HCL antes de aplicar a imagem desejada ao cluster. Além disso, o vSphere Lifecycle Manager faz upgrade das testemunhas dedicadas (não compartilhadas) para implantações de cluster estendido e de dois nós.

Veja os aprimoramentos da plataforma

  • Resiliência contra falhas de testemunha/site de cluster estendido: agora, o vSAN permite que um site no cluster estendido funcione normalmente, apesar de alguma interrupção no segundo site e na VM de testemunha. Depois que a VM de testemunha ou o site secundário se recuperar, o vSAN será recriado e ressincronizado normalmente, sem necessidade de ação do usuário. Esse recurso também se aplica a configurações de dois nós.
  • Domínios de falha aninhados para implantações de dois nós: Para aumentar a disponibilidade de pequenas implantações de HCI, os usuários com um mínimo de três grupos de discos por nó podem espelhar os dados entre dois dos grupos de discos. No caso de uma falha de disco ou de grupo de discos no nó, a cópia espelhada mantém os dados disponíveis.
  • Suporte para persistência de chaves: No vSphere 7 Update 2, a VMware apresentou o vSphere Native Key Provider, um mecanismo para ativar o vTPM, a criptografia de VM e a criptografia do vSAN que existe completamente no próprio vSphere. Nesta versão, o vSAN é compatível com a solução vSphere Key Management para armazenar chaves no chip TPM, permitindo um armazenamento seguro e persistente das chaves para evitar perdas. Esse recurso atende a dois cenários possíveis em que as chaves podem estar indisponíveis: interrupções e perda de conectividade com o KMS.

Pronto para começar?