O que é o vSphere Distributed Switch e como ele ajuda na rede de máquina virtual?

 

O VMware vSphere Distributed Switch (VDS, pela sigla em inglês) oferece uma interface centralizada na qual você pode configurar, monitorar e administrar o a alternância de acesso a máquinas virtuais em todo o data center. O VDS oferece:

  • Configuração simplificada de rede de máquina virtual
  • Recursos aprimorados de monitoramento de rede e solução de problemas
  • Suporte para recursos avançados de rede do VMware vSphere

Introdução ao vSphere Distributed Switch

Video Play Icon
(3:31)

Introdução ao vSphere Distributed Switch

Configuração simplificada de rede de máquina virtual

Use os recursos de VDS a seguir para simplificar o aprovisionamento, a administração e o monitoramento de rede virtual em vários hosts:

  • Controle central de configuração de porta de switch virtual, nomenclatura de grupos de portas, filtros e outras configurações
  • O suporte de protocolo de controle de agregação de link (LACP, pela sigla em inglês) para negociação e configuração automáticas da agregação de link entre hosts do vSphere e o switch físico de camada de acesso
  • Os recursos de verificação de integridade de rede para verificação do vSphere em relação à configuração de rede física

Recursos aprimorados de monitoramento de rede e solução de problemas

O VDS oferece os seguintes recursos de monitoramento e resolução de problemas:

  • Suporte aos protocolos RSPAN e ERSPAN para técnicas de análise de rede remota
  • IPFIX Netflow versão 10
  • Suporte do SNMPv3
  • Reversão e recuperação para aplicação de patches e atualização da configuração de rede
  • Modelos para permitir backup e restauração para configuração de rede virtual
  • Coredump (Netdump) com base em rede para ajudar a depurar hosts sem armazenamento local

Suporte para recursos avançados de rede do vSphere

O VDS oferece os componentes básicos para vários recursos de rede no ambiente do vSphere, por exemplo:

  • Fornece o elemento principal para o VMware vSphere Network I/O Control (NIOC, pela sigla em inglês).
  • Mantém o estado de tempo de execução de rede para máquinas virtuais conforme elas se movem entre vários hosts, permitindo o monitoramento em linha e centralizado de serviços de firewall.
  • É compatível com SR-IOV (Single Root I/O Virtualization) para possibilitar cargas de trabalho de baixa latência e alto E/S.
  • Contém um filtro de Bridge Protocol Data Unit (BPDU) para impedir que máquinas virtuais enviem BPDUs para o switch físico.

Detalhes técnicos 

O VDS amplia os recursos das redes virtuais e, ao mesmo tempo, simplifica o aprovisionamento e o processo contínuo de configuração, monitoramento e gerenciamento.

Os switches de rede do vSphere podem ser divididos em duas seções lógicas: o caminho de dados e o plano de gerenciamento. O caminho de dados implementa alternância, filtragem e identificação de pacotes, entre outros. O plano do gerenciamento é a estrutura de controle usada pelo operador para configurar a funcionalidade do caminho de dados. Cada vSphere Standard Switch (VSS) contém tanto o caminho de dados quanto o plano de gerenciamento, e o administrador configura e mantém cada switch individualmente.

O VDS reduz a sobrecarga do gerenciamento ao tratar a rede como um recurso agregado. Os switches virtuais individuais no nível do host são separados em um grande VDS que inclui vários hosts no nível do data center. Neste desenho, o caminho de dados permanece local para cada VDS, mas o plano de gerenciamento é centralizado.

Cada instância do VMware vCenter Server pode dar suporte a até 128 VDSs, e cada VDS pode gerenciar até 500 hosts.

Detalhes adicionais:

  • Grupos de portas virtuais distribuídas (DV Port Groups) — Permitem que você especifique as opções de configuração de porta para cada porta membro.
  • Uplinks virtuais distribuídos (dvUplinks) — Oferecem um nível de abstração para os adaptadores de rede física (vmnics) em cada host.
  • Suporte a VLAN privada (PVLAN) — Permite compatibilidade mais ampla com ambientes de rede já instalados que usam a tecnologia.
  • Network vMotion — Simplifica o monitoramento e a resolução de problemas por meio do acompanhamento do estado da rede (com contadores e estatística de porta, por exemplo) de cada máquina virtual conforme se move de um host a outro em um VDS.
  • Modelamento de tráfego bidirecional — Aplica políticas de modelamento de tráfego em definições de grupo de portas de DV, definidas pela largura de banda média, largura de banda de pico e tamanho máximo de rajada.

Diagrama do plano de gerenciamento e do caminho de dados do switch de rede do vSphere

Diagrama do plano de gerenciamento e do caminho de dados do switch de rede do vSphere.