O que é migração em tempo real de máquinas virtuais e como ela funciona?

    

Nenhum aplicativo pode correr o risco de sofrer tempo de inatividade. Felizmente é possível evitá-lo em alguns casos. Quando você sabe de antemão que haverá tempo de inatividade nas instâncias, por exemplo, em caso de manutenção, migração ou desastre natural, é possível executar o vMotion da carga de trabalho do servidor no qual o tempo de inatividade é esperado para outro em pleno funcionamento.

 

O VMware vSphere vMotion faz a migração em tempo real de cargas de trabalho entre servidores sem tempo de inatividade. É possível usar esse recurso em switches virtuais, clusters e até em nuvens (dependendo da sua edição do vSphere). Durante a migração da carga de trabalho, o aplicativo ainda está em execução e os usuários mantêm o acesso aos sistemas necessários. Tudo isso para manter a alta produtividade.

Migração em tempo real da máquina virtual

Migração em tempo real da máquina virtual

Realize migrações em tempo real

A migração em tempo real do VMware vSphere permite transferir uma máquina virtual inteira em execução de um servidor físico para outro, sem tempo de inatividade. A máquina virtual mantém a identidade e as conexões de rede, garantindo um processo de migração contínuo. Transfira a memória ativa e o estado de execução preciso da máquina virtual utilizando uma rede de alta velocidade. Assim, a máquina virtual deixará de ser executada no host do vSphere de origem e passará a ser executada no host do vSphere de destino. Todo esse processo leva menos de dois segundos em uma rede Gigabit Ethernet. Com a migração em tempo real, é possível:

  • Otimizar automaticamente as máquinas virtuais nos pools de recursos.
  • Realizar a manutenção do hardware sem a necessidade de programar tempo de inatividade ou interrupção das operações de negócios.
  • Migrar máquinas virtuais retirando-as de servidores com falhas ou baixo desempenho.

Automatize e programe as migrações

Ao usar a migração automatizada do VMware vSphere vMotion, você pode programar as migrações em horários predefinidos, sem intervenção de administrador. O VMware vSphere Distributed Resource Scheduler, um dos recursos de migração automatizada do vSphere, usa o vMotion para otimizar o desempenho da máquina virtual nos clusters do vSphere. Com o vMotion, é possível:

  • Migrar várias máquinas virtuais que executam qualquer sistema operacional em todos os tipos de hardware e armazenamento compatíveis com o vSphere, juntamente com uma trilha de auditoria.
  • Identificar em segundos o posicionamento ideal de uma máquina virtual.

Detalhes técnicos 

Uso do Virtual Machine File System (VMFS)

O estado completo de uma máquina virtual é encapsulado em um conjunto de arquivos de armazenamento compartilhado, como Fibre Channel, SAN com Internet Small Computer System Interface (iSCSI) ou armazenamento conectado à rede (NAS, pela sigla em inglês). O VMware vSphere VMFS permite várias instalações do VMware ESX para acesso simultâneo dos mesmos arquivos da máquina virtual.

 

Execute o vMotion em perímetros e a longas distâncias

Revolucionamos o conceito de migração em tempo real sem interrupções com o lançamento do vMotion. Com o vSphere 6.0, seguimos inovando a migração em tempo real das cargas de trabalho com o lançamento de novos recursos do vMotion que abrangem os perímetros dos switches distribuídos e dos vCenter Servers. Agora também é possível executar o vMotion a longas distâncias com tempo de ida e volta (RTT, pela sigla em inglês) de até 100 ms. O aumento incrível de 10 vezes no RTT que o Long Distance vMotion oferece agora permite que os data centers localizados fisicamente em Nova York e Londres migrem as cargas de trabalho em tempo real entre eles.

 

Integração com o Storage vMotion

O VMware vSphere 5.1 e as versões mais recentes combinam o vMotion padrão com o VMware vSphere Storage vMotion em uma migração única. Desse modo, você pode migrar em tempo real uma máquina virtual inteira entre hosts, clusters ou data centers, sem interrupção ou armazenamento compartilhado entre os hosts envolvidos.

 

Preserve o estado da rede

O host subjacente do vSphere virtualiza as redes usadas pela máquina virtual. Dessa forma, a identidade da rede da máquina virtual e as conexões de rede são preservadas mesmo após a migração. A migração de máquinas virtuais com o vMotion preserva o estado de execução preciso, a identidade da rede e as conexões de rede ativas, de modo que os usuários não passem por tempo de inatividade nem interrupção.

 

Integridade da transação

O vMotion transfere a memória ativa e o estado de execução preciso da máquina virtual utilizando uma rede de alta velocidade. Assim, a máquina virtual deixará de ser executada no host do vSphere de origem e passará a ser executada no host do vSphere de destino. O vMotion torna o período de transferência imperceptível aos usuários, pois monitora as transações contínuas de memória em um bitmap. Depois que a memória completa e o estado do sistema são copiados para o host do vSphere de destino, o vMotion suspende a máquina virtual de origem, copia o bitmap e retoma a máquina virtual no host do vSphere de destino. A integridade da transação é garantida.

Treinamento de migração do vMotion

Video Play Icon
(21:46)

Treinamento de migração do vMotion