Comutação de rótulos multiprotocolo (MPLS)

MPLS é uma tecnologia amplamente implantada, confiável e segura para criação de uma VPN de caminho fixo em uma rede IP entre um conjunto de filiais e data centers. No entanto, as redes modernas exigem cada vez mais uma capacidade de implantação muito mais rápida e econômica, além da agilidade para direcionar o tráfego para uma variedade de sites SaaS com base em nuvem fora da VPN tradicional.

MPLS: Multi-Protocol Label Switching

Tecnologia MPLS: breve análise

MPLS é uma tecnologia de comutação de rótulos que encaminha pacotes na camada 2, geralmente dentro de uma rede de provedor de serviços, sem recorrer ao roteamento da camada 3. Conforme definição do IETF RFC 3031, o protocolo MPLS adiciona um rótulo de 4 bytes a um cabeçalho de pacote IP ao entrar na rede MPLS. O rótulo determina o caminho de encaminhamento fixo do fluxo de tráfego sem exigir que os saltos intermediários inspecionem os parâmetros de endereçamento do cabeçalho IP. O roteador de saída de rede MPLS remove o rótulo novamente.

 

A MPLS cria "túneis" em uma rede IP roteada para encaminhar pacotes com eficiência, que seguem um caminho fixo e previsível. A comutação de rótulos evoluiu e deixou de usar as tecnologias mais antigas orientadas por conexões ponto a ponto, como Frame Relay e ATM. A MPLS preservou a eficiência de encaminhamento das tecnologias de camada 2 mais antigas (transportando tráfego por uma rede IP roteada de camada 3) e aumentou a flexibilidade da rede ao criar "circuitos alugados" virtuais, que podem ser reconfigurados sem a necessidade de alterações na rede da tabela de roteamento físico, de camada 2 ou de outra camada.

 

Os "túneis" comutados por rótulo permitem a separação entre o tráfego de diferentes clientes em uma rede de provedor de serviços: um método de formação de VPNs. Isso também é usado para criar roteamento e encaminhamento virtuais (VRF, pela sigla em inglês) na rede privada de um único cliente. O conteúdo do pacote IP que segue o rótulo MPLS pode ser todo criptografado sem afetar a capacidade nem a eficiência do encaminhamento do pacote, oferecendo VPNs ou VRFs seguros (ou criptografados).

Tecnologia SD-WAN fornecida por nuvem

Para compensar as desvantagens do protocolo MPLS, os clientes recorrem a conexões de banda larga "Over-The-Top (OTT)", que podem ser aprovisionadas instantaneamente (LTE celular), ou a conexões de baixo custo por um curto período (banda larga com fio). Até recentemente, essas conexões eram consideradas "instáveis" e, portanto, não eram adequadas para o tráfego de nível empresarial. Elas eram usadas como um método paliativo ou unicamente para transportar tráfego de baixa prioridade.

 

As conexões genéricas de banda larga estão disponíveis em quase todas as regiões. Eles oferecem uma gama mais flexível de recursos de largura de banda a um preço muito melhor do que a MPLS. Com uma arquitetura independente de transporte da SD-WAN, suas conexões de banda larga podem oferecer serviços de nível de operadora, igualando ou superando o SLA e a resiliência da MPLS.  

Soluções de SD-WAN

VMware SD-WAN by VeloCloud

O SD-WAN by VeloCloud possibilita a expansão da largura de banda e o acesso direto a aplicativos corporativos e em nuvem e aos dados. Ele também permite a implantação de serviços virtuais na nuvem e nos ambientes locais, aprimorando significativamente a automação operacional. O SD-WAN by VeloCloud inclui uma rede distribuída de gateways, um orquestrador com base em nuvem e uma plataforma de filial: o SD-WAN Edge.

DESTAQUE

Desmistificação de SD-WAN, SDN, NFV e VNF

Desmistificados: SD-WAN, SDN, NFV e VNF

Conheça os acrônimos de sistema de rede mais usados e saiba o que essas tecnologias significam para o seu negócio.

Assista ao webinar

Implante o SD-WAN em dois minutos

Implante o SD-WAN em dois minutos

Receba seu SD-WAN Edge, conecte-se e autentique-se. Sua filial estará pronta sem a necessidade de implantar a TI no local.

Assista agora