O que é um plano de continuidade de negócios? | Glossário da VMware | BR

O que é um plano de continuidade de negócios?

 

Um plano de continuidade de negócios (BCP) pode ser descrito como uma estratégia detalhada e um conjunto de sistemas para garantir que a empresa consiga evitar a interrupção de suas atividades ou se recuperar rapidamente de uma interrupção significativa. O plano é um manual que mostra como qualquer tipo de organização (por exemplo, uma empresa do setor privado, uma agência governamental ou uma escola) pode continuar suas atividades rotineiras diante de um cenário de desastre ou em outras condições de anormalidade.

 

Alguns exemplos de interrupção são: um incêndio, um terremoto de grande magnitude, outros desastres naturais, um surto de uma doença, um ataque cibernético e muitos outros cenários que podem comprometer as operações de negócios comuns. Quando eventos desse tipo causam interrupções extensas na rotina de uma organização, ela conta com o plano de continuidade de negócios, que descreve instruções, processos e ferramentas necessários para continuar as operações ou se recuperar rapidamente do tempo de inatividade. 

Qual é a importância de um plano de continuidade de negócios?

Os riscos podem ser gerenciados, mas não eliminados. O plano de continuidade de negócios é essencial porque, sem ele, as organizações ficam à mercê do tempo de inatividade e de outros problemas que podem causar prejuízos à integridade financeira. Quando ocorre um grande desastre, a falta de um plano de continuidade de negócios pode causar danos financeiros irreparáveis que, por fim, podem forçar a empresa a fechar as portas permanentemente. 

Benefícios da criação de uma estratégia de trabalho "remote-first" intencional

Faça download agora 

Como criar um plano de continuidade de negócios

Existem várias estruturas para criar um plano eficaz de continuidade de negócios. A maioria delas inclui três fases sobrepostas:

  • Análise: nesta fase, você identifica as diversas funções de sua empresa e de suas operações. Depois, você verifica como essas funções seriam afetadas por um desastre. Geralmente, esta fase envolve priorizar diferentes áreas ou departamentos de acordo com a sua importância para as operações. Isso permite que o plano garanta a continuidade das funções mais essenciais primeiro. 

    Com frequência, os profissionais de continuidade de negócios fazem uma análise de impacto nos negócios (BIA, pela sigla em inglês) logo no início do desenvolvimento de um novo plano. Uma BIA estima as consequências de diferentes cenários de desastres em termos de perda de receita e outras métricas específicas dos negócios.

  • Planejamento: depois da análise inicial, a próxima fase envolve todos os aspectos do desenvolvimento de um plano sobre como continuar as operações em caso de um desastre ou como se recuperar rapidamente da interrupção e retornar às operações normais. Durante a fase de planejamento, as organizações devem:
    •  Desenvolver protocolos para possíveis necessidades, como realocação ágil ou mudança para trabalho remoto.
    •  Criar estratégias temporárias em relação a alterações ou necessidades de pessoal.
    •  Implementar ferramentas de recuperação de desastres de TI para garantir a continuidade de sistemas essenciais. 

Uma parte essencial dessa fase é indicar uma equipe de continuidade ou de gerenciamento de crises que consista em executivos e partes interessadas que liderarão a implementação do plano, se necessário. 

  • Treinamento e teste: até mesmo o BCP mais robusto deve passar por testes regulares para garantir que funcionará, caso seja necessário. Isso inclui informar os funcionários sobre funções e responsabilidades nesses cenários, bem como realizar testes de vários elementos do plano. Um exemplo seria incluir uma implantação de curto prazo de um cenário de trabalho remoto para identificar problemas e oportunidades de otimização.  

Principais recursos de um plano de continuidade de negócios 

Alguns recursos de um BCP são específicos a cada setor ou empresa, mas existem componentes que são comuns a todos os eles:

Pessoas: um BCP deve definir claramente as funções e responsabilidades, não somente da equipe de liderança de gerenciamento de crises, mas também de qualquer unidade responsável pela implementação de partes diferentes do plano em caso de um desastre. Alguns BCPs também definem o “pessoal essencial”, ou seja, as pessoas cuja função exige que elas estejam presentes no trabalho mesmo em períodos de risco elevado. 

 

Tecnologia: quase todos os planos de continuidade de negócios modernos também destacam com clareza a função que a tecnologia da informação exercerá para garantir que os dados e serviços essenciais permanecerão disponíveis ou serão restaurados rapidamente após uma interrupção. Isso inclui:

 

Fornecimento de serviços: um BCP também deve descrever quais serviços são mais essenciais e como eles continuarão a ser fornecidos aos clientes, funcionários, parceiros, público e outras partes interessadas. 

 

Saúde e segurança: por fim, um programa de continuidade de negócios sólido apresenta os critérios e as diretrizes para garantir a saúde e segurança de todos os envolvidos (funcionários, clientes e parceiros) durante a implementação e o gerenciamento do plano. 

Lista de verificação do plano de continuidade de negócios 

Muitas organizações criam uma lista de verificação como parte de seu planejamento de continuidade de negócios. É uma lista das principais etapas do BCP. Ela pode ser usada de duas maneiras:

  1. Concepção: primeiro, ela pode ser usada como parte da criação do plano. Neste contexto, uma lista de verificação do BCP apresentaria a descrição detalhada das etapas necessárias para desenvolver o plano, desde a análise até os testes.


  2. Implementação: em segundo lugar, uma lista de verificação do BCP pode ser usada para testar e/ou implementar o plano. Neste contexto, o BCP ou a equipe de gerenciamento de crises usariam a lista de verificação para ter certeza de que abordaram todas as ferramentas e processos do plano e comunicaram isso com clareza em toda a organização.

Planejamento da continuidade de negócios e da recuperação de desastres 

O planejamento da continuidade de negócios e o planejamento da recuperação de desastres costumam ser mencionados em contextos semelhantes, mas os termos não são sinônimos. Um plano de continuidade de negócios é uma estratégia abrangente para a operação em cenários de desastre ou para a recuperação após uma grande interrupção. 

 

Um plano de recuperação de desastres (DR) se refere mais especificamente aos processos e às ferramentas de TI em que você pode confiar para manter ou restaurar o acesso a dados essenciais, aplicativos e serviços nestes cenários. Por exemplo, um plano de recuperação de desastres descreveria em detalhes como restaurar o acesso a um aplicativo da Web que proporciona geração de receita em caso de uma inundação no data center que mantém o serviço. 

Qual é o intervalo recomendado de revisão do plano de continuidade de negócios? 

A maioria dos especialistas recomenda que os planos de continuidade de negócios sejam revisados regularmente e atualizados conforme necessário. Isso ajuda a garantir que o plano ainda atenderá às necessidades da organização diante de crescentes riscos e ameaças. 

 

A frequência recomendada dessa revisão do plano de continuidade de negócios depende de alguns fatores, como a natureza da organização, o setor e os riscos específicos. Como regra geral, esses planos devem ser revisados anualmente ou pelo menos de dois em dois anos. No entanto, existem vários cenários nos quais é recomendável que uma organização realize revisões mais frequentes, como: 

  • Alterações significativas nos negócios ou nas operações 
  • Localização em uma área de maiores riscos de desastres naturais ou outros possíveis eventos de interrupção 
  • Qualquer organização ou agência que fornece serviços essenciais ao público 

Soluções, produtos e recursos relacionados ao plano de continuidade de negócios da VMware

Site Recovery Manager

O Site Recovery Manager é um software de recuperação de desastres (DR) líder do setor que fornece orquestração automatizada de failover e failback para minimizar o tempo de inatividade.

Princípios básicos do plano de continuidade de negócios com o VMware Cloud on AWS

O VMware Cloud on AWS é uma solução dimensionável de nuvem gerenciada com base na pilha de SDDC da VMware, executada em um hardware AWS que fornece um modelo de disponibilidade flexível e com autorreparo.

Cinco maneiras de melhorar a continuidade de negócios

O backup e a recuperação são partes fundamentais de todos os processos de TI e são componentes essenciais em qualquer plano de continuidade de negócios.

Soluções e tecnologias para trabalho remoto da VMware

A VMware fornece a tecnologia para uma infraestrutura segura e dimensionável que prioriza a experiência digital. Conheça os vários benefícios de promover uma cultura de trabalho remoto prestativa para o presente e o futuro.

Soluções de continuidade de negócios e recuperação de desastres

A VMware oferece um portfólio integrado abrangente de soluções de continuidade de negócios e recuperação de desastres (BC/DR).